Sucesso pessoal

Uma das grandes ilusões da humanidade é a ilusão da separação. Acreditamos estar separados uns dos outros e do ambiente em que vivemos.

Este é, talvez, o nosso maior equívoco. Esta é a raiz da grande crise civilizatória cuja marca de falência é o colapso ecológico e a desarmonia social. Nós continuamos a perpetuá-la inconscientemente.

Um dos efeitos colaterais desta falsa concepção de identidade separada é o de que é possível obter sucesso pessoal mesmo que isso implique a infelicidade do outro. Claramente, um equívoco.

O reconhecimento de que somos fruto de um mesmo processo evolucionário evidencia a profunda interconexão da vida. Compartilhamos de um mesmo tecido ecológico. Nós somos a própria vida em seu desdobrar evolucionário.

O reconhecimento da interconexão, ou da não-separação, nos faz perceber que não existe sucesso pessoal sem que isso signifique, ao mesmo tempo, sucesso do todo.

Vivemos em um mundo dirigido por relacionamentos. E a qualidade desses relacionamentos deve ganhar centralidade.

No mundo da separação temos, majoritariamente, relacionamentos de interferência. Isto é, há um conflito de interesses e o sucesso de um leva ao fracasso ou perda do outro. No fim, há um impacto negativo no tecido socioecológico.

No mundo da não-separação, ou do interser, temos relacionamentos sinérgicos. Etimologicamente, sinergia significa “trabalhar junto” e qualifica um relacionamento mutuamente benéfico que está em harmonia com o todo.

Ou seja, para nos alinharmos com a inteligência da vida devemos viver de forma que o nosso interesse pessoal seja, ao mesmo tempo, o interesse do todo socioecológico de modo que o nosso sucesso contribua para o sucesso do outro e contribua, também, para que todo o contexto de que faço parte ganhe mais vitalidade.

Viver em sinergia implica, entre outras coisas, um trabalho sério de autodesenvolvimento, um olhar atento para as qualidades transpessoais e uma percepção sistêmica do lugar que vivemos.

E tudo pode começar com uma visão.

Posted by Felipe Tavares

Trabalho para conciliar o desenvolvimento social com a inteligência dos sistemas vivos. Acredito que a sustentabilidade começa com uma mudança de pensamento e não de técnicas.
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Cristiane Ayodele
Cristiane Ayodele
28 dias atrás

Grata pelas sementes, somos parte do mesmo canteiro no jardim da humanidade.