essays of 1823 quote set up for essay life is beautiful journey essay essayist us recession essay
O sentido de serviço

O sentido de serviço

“O significado da vida é achar nosso dom. O propósito da vida é oferecê-lo ao mundo.”  

— Pablo Picasso

Servir é orientar a própria vida para fazer o outro crescer e brilhar. É fazer a escolha de participar da teia da vida indo além da necessidade de autoria. É incentivar o outro a manifestar o seu melhor potencial. É ajudá-lo a se ver, se reconhecer e se realizar. 

A realização pessoal é um subproduto do serviço engajado na realização do outro. A sentença franciscana “é dando que se recebe” é uma tradução poética do funcionamento da vida. A reciprocidade, ou interdependência dinâmica, é a maneira como a vida se auto-regula. Continue reading →

Posted by Juliana Diniz in Texto rápido, 0 comments
Sucesso pessoal

Sucesso pessoal

Uma das grandes ilusões da humanidade é a ilusão da separação. Acreditamos estar separados uns dos outros e do ambiente em que vivemos.

Este é, talvez, o nosso maior equívoco. Esta é a raiz da grande crise civilizatória cuja marca de falência é o colapso ecológico e a desarmonia social. Nós continuamos a perpetuá-la inconscientemente.

Um dos efeitos colaterais desta falsa concepção de identidade separada é o de que é possível obter sucesso pessoal mesmo que isso implique a infelicidade do outro. Claramente, um equívoco. Continue reading →

Posted by Felipe Tavares in Texto rápido, 0 comments
Quando é impossível visualizar o ano seguinte, o melhor a se fazer é construir bases sólidas

Quando é impossível visualizar o ano seguinte, o melhor a se fazer é construir bases sólidas

“Estamos vivendo tempos de incerteza.” Talvez esta seja a frase que você mais leu nas últimas semanas. É inevitável.

A pressão e a dor que estamos sentindo são reais. A crise múltipla é real. Todos os dias nos visita a urgência de amenizar as dores mais agudas que nos atinge. Devemos, claro, cuidar dessas dores. E devemos cuidar agora.

Mas tão necessário quanto é não se afogar na urgência dos problemas imediatos. Esta crise pode ser inesperada, mas não chega sem precedentes. É preciso respirar e cultivar clareza pois momentos difíceis como este estão reservados em qualquer cenário futuro.

Continue reading →

Posted by Felipe Tavares in Texto rápido, 0 comments
Sobre a busca de visão

Sobre a busca de visão

Uma reverência ao tradicional Vision Quest, uma súplica à cerimonialização da vida 

Desde sempre o ser humano busca a solidão em paisagens naturais para compreender a si mesmo, encontrar força para atravessar desafios e caminhar com integridade pela vida. Mas, embora retirar-se na natureza em busca de visão seja uma prática tão antiga quanto a própria humanidade, o tradicional Vision Quest faz parte de contextos culturais singulares.

Vision Quest é uma expressão cunhada no século XIX por antropólogos para descrever jornadas espirituais de tradições étnicas cujos territórios foram colonialmente incorporados na atual América do Norte e, especificamente, nos Estados Unidos e Canadá. As Nações Indígenas Siksika, Cree, Anishinaabe e Inuit são algumas daquelas que, mesmo sendo violentamente desencorajadas ou impedidas por políticas nacionais, persistem realizando o Vision Quest e outras cerimônias enraizadas na etnicidade. 

Continue reading →

Posted by Juliana Diniz in Artigo, 0 comments
Não somos um câncer planetário

Não somos um câncer planetário

Me entristeço quando ouço que nós somos o câncer planetário, que a Terra não precisa de nós e que ela ficará melhor sem a nossa presença. Embora reconheça a legitimidade dessa perspectiva, sinto um tremendo vazio, impotência e angústia quando me confronto com ela.

A Terra perderia muito se nos perdesse. A extinção humana seria uma enorme perda no processo evolucionário cósmico e planetário. Seria como retroceder centenas de milhares de anos no desdobramento sagrado da vida. Quando penso em uma era pós-humana não vejo Gaia se recuperando feliz e em paz. Vejo uma mãe despedaçada e esvaziada lamentando profundamente o curso dos fenômenos. 

Continue reading →

Posted by Juliana Diniz in Texto rápido, 2 comments

#13 Saúde e a coemergência dos mundos interno e externo | com Daniel Cunha

Ouça no seu app favorito.

Daniel Cunha é graduado em jornalismo e professor formado pelo programa CEB (Cultivating Emotional Balance do Santa Barbara Institute for Consciousness). Trabalha desde 2010 publicando em veículos especializados na área da saúde e medicina integrativa. É um dos produtores do podcast Coemergência.

O diagnóstico que ele recebeu de uma doença grave foi um divisor de águas para uma vida com mais consciência. Com a surpresa de um sofrimento inesperado, ele começou uma busca de novos caminhos informados por novos paradigmas de saúde que reconhecem o lugar das emoções no bem estar humano. Ele descobriu a supremacia da mente no que se refere à saúde ao perceber que a nossa visão de mundo se torna o próprio mundo que se apresenta a nós. Em uma multiplicidade de condições e confluência de causalidades, ele vêm encontrando a possibilidade de uma vida com mais liberdade, autenticidade e saúde.

Continue reading →

Posted by Juliana Diniz in Podcast, 0 comments

#12 Em busca da visão – propósito pessoal a serviço de Gaia | com Juliana Diniz

Ouça no seu app favorito.

Neste episódio eu falo sobre o percurso e as bases de onde nasceu a jornada Em busca da visão – propósito pessoal a serviço de Gaia. Além de falar sobre a jornada em si, relaciono a tradição de busca da visão com o processo de iniciação à vida inerente à condição humana.

Todos nós temos uma vocação a ser revelada e dons a serem oferecidos como meios de estabelecer uma relação de reciprocidade com a vida. A jornada que o IDR está lançando serve ao propósito de orientar essa busca e inspirá-la a partir da celebração das singularidades das pessoas, do sentido de amor à vida e do comprometimento com o mundo.

Posted by Juliana Diniz in Podcast, 0 comments
Salvar o planeta não é uma boa motivação

Salvar o planeta não é uma boa motivação

Se você quer servir a um mundo melhor, questione suas expectativas auto-referenciadas, abandone suas certezas e relaxe no não-saber

Existe um conforto tremendo em ter as nossas suposições confirmadas. Ancorados na história da separação, no programa de controle e na cultura de escassez, precisamos assegurar que o mundo será transformado para sentir segurança em trabalhar para a sua transformação.

Continue reading →

Posted by Juliana Diniz in Artigo, 0 comments
Um convite para nos reunirmos à vida

Um convite para nos reunirmos à vida

Nós somos natureza e podemos projetar a nossa ação no mundo a partir da inteligência da vida. 

Vivemos uma crise profunda em relação ao modo como nos relacionamos com a natureza e ao modo como nos vemos enquanto seres humanos e sociedade global. Em outras palavras, sobrecarregamos os sistemas de suporte à vida e estamos experienciando a crise do projeto civilizatório da modernidade.

Continue reading →

Posted by Juliana Diniz in Texto rápido, 0 comments
Descolonizar a comunicação

Descolonizar a comunicação

E se em vez de usar “mas”, “na verdade”, “efetivamente” e outras expressões que reivindicam para si a legitimidade, a gente usar “e”, “além disso”, “também” e outras expressões que, em vez de criar oposição, somam perspectivas?

O uso das expressões “de fato” e “realmente” quando afirmamos algo e do “não é bem assim” ou “na realidade” quando estamos nos contrapondo nascem da premissa de que só um pode estar correto e, portanto, só um tem o acesso à verdade e a legitimidade na exposição de seus argumentos.

Continue reading →

Posted by Juliana Diniz in Texto rápido, 0 comments
Load more