Olhar dentro

Coevolução newsletter #6

A atenção ao lugar interno a partir do qual operamos é essencial para o desenvolvimento humano e é um pilar para o trabalho de design regenerativo. 

O desenho e a condução de projetos, processos e comunidades são influenciados diretamente pela qualidade da presença do facilitador. 

Quando o lugar de poder é externo, a realização ou a insatisfação pessoal ou o sucesso de um projeto estão condicionados às circunstâncias além do nosso controle e poder. Nesse sentido, o acaso, as estruturas sistêmicas e os comportamentos alheios costumam ser justificativas que damos para quando as coisas caminham na direção contrária daquela que gostaríamos.

Se o lugar de poder é interno, tomamos total responsabilidade sobre como experienciamos o mundo e sobre os resultados produzidos por nossas ações e pelas ações alheias.

Só temos poder sobre aquilo que tomamos como nosso. As nossas relações são nossas e começam a mudar a partir de nós. Não há um mundo pronto lá fora e não há uma condição acabada aqui dentro. Enquanto sujeitos e relações, nós nos comportamos como sistemas vivos — complexos e dinâmicos — com possibilidades de desdobramentos evolucionários surpreendentes.

As pessoas que consistentemente desenvolvem e cotidianamente exercitam o lugar interno de poder praticam três capacidades:

Integridade desapegada

A integridade é o fruto maduro do entendimento sobre si que surge como resposta ao processo contínuo de auto-descoberta. Ela tem duas faces. Uma delas é a clareza sobre os próprios valores. A outra é a desidentificação em relação à auto-imagem idealizada e às impressões alheias.

Aspirações internas

As aspirações internas são sobre os aspectos de nós mesmos que desejamos conscientemente levar às experiências. Elas explicitam as nossas fontes mais profundas de inspiração e motivação. Cultivar aspirações internas é um antídoto à violação da integridade.

Auto-responsabilidade reflexiva

O coração da autorresponsabilidade reflexiva é a prática de notar quando nós falhamos em realizar uma promessa e agir em conformidade com os nossos valores inegociáveis. Ela implica em fazer aquilo que é informado por um senso de dever que simplesmente sabe, além das justificações e elucubrações, o que é o melhor a ser feito.

 


Amplie suas capacidades para a transformação sistêmica

Coevolução é uma newsletter semanal para pessoas que acreditam ter um papel a desempenhar na construção de um mundo viável. Você receberá ideias e ferramentas sofisticadas para o desenvolvimento de capacidades orientadas pelo paradigma regenerativo. Assine aqui.

Posted by Juliana Diniz

Por meio da união entre desenvolvimento humano e a perspectiva evolucionária da Terra facilito processos de inovação social e mudança sistêmica que promovam saúde pessoal e planetária.

Deixe uma resposta