O grito

Em silêncio é possível ouvir o grito da Terra.

A atenção e o cuidado, grandes expressões do feminino, não surge da percepção externa — nem mesmo do cair da floresta — surge de um lugar pouco frequentado: as profundezas do ser humano.

O desabrochar da sensibilidade humana é o desabrochar da Terra. O interesse humano por humanidade e a busca de coerência ecológica, do cuidado com a casa comum, surge a partir do autointeresse de Gaia. Este é o seu despertar, dentro de nós.

Acorde e veja: você é os olhos da Terra.

Foto: Eva Waardenburg

Posted by Felipe Tavares

Trabalho para conciliar o desenvolvimento social com a inteligência dos sistemas vivos. Acredito que a sustentabilidade começa com uma mudança de pensamento e não de técnicas.

Deixe uma resposta