Podcast: A teoria de mudança do desenvolvimento regenerativo

 

Esse episódio é uma aula onde o Felipe Tavares comenta sobre a linhagem do desenvolvimento regenerativo, apresenta os princípios da regeneração e sua aplicação em projetos e compartilha um estudo de caso com o Instituto Ecos na Educação que atua na Serra da Canastra. Nesse estudo de caso, os princípios da regeneração foram usados como diretrizes de design para apoiar um processo de redescoberta de propósito do Ecos.

O Felipe narra a teoria de mudança do desenvolvimento regenerativo e esclarece muitas questões sobre a aplicação dos princípios da regeneração em projetos de base territorial. Ele também deixa claro o que o desenvolvimento regenerativo é capaz ou não de fazer pelos projetos e seus lugares e o tipo de mudança que podemos esperar do nosso envolvimento com essa abordagem.

O desenvolvimento regenerativo não é uma abordagem milagrosa que garante o sucesso dos nossos projetos, nem a solução para os problemas que enfrentamos ao empreender, trabalhar com comunidades ou gestão de pessoas e projetos. Mas possibilita a renovação do nosso olhar e a liberação do nosso potencial criativo. Isso acontece porque transcendemos um modo de pensar mecânico e técnico e passamos a pensar de uma maneira mais dinâmica, evolutiva, viva. Alinhamos o nosso modo de ver e pensar o mundo com a natureza das coisas, com o modo dinâmico e complexo como elas realmente funcionam. E isso é poderoso.

 

Confira os tópicos abordados:

A linhagem do desenvolvimento regenerativo

  • Charles Krone, Carol Sanford e Grupo Regenesis

Princípios da regeneração

  • Projetos e lugares como sistemas integrais: Enxergando os sistemas nas suas relações e fluxos de evolução
  • Projetos e lugares como sistemas aninhados: Que lugar é esse de que o meu projeto faz parte? Quem é ele? Qual a sua personalidade?
  • Potencial local: Encontrando perspectivas de desenvolvimento de dentro para fora
  • Papel regenerativo do projeto: Revelando oportunidades para uma contribuição autêntica do projeto ao seu lugar

Estudo de caso: Instituto Ecos na Educação na Serra da Canastra

  • Aplicação dos princípios da regeneração a projetos de base territorial
  • Conhecendo a essência do projeto
  • Definindo o todo próximo (lugar) e o todo maior do projeto
  • Revelando a essência do lugar e o potencial local: Combinando perspectivas ecológicas e histórico-culturais

O poder de uma abordagem holística e participativa

  • Avaliando possibilidades de contribuição e descobrindo novos papéis para os projetos nos seus lugares
  • Trabalhando na perspectiva de redes
  • Buscando uma direção de desenvolvimento capaz de agregar diferentes atores
  • Causas e condições para o sucesso dos projetos
  • Ampliação do olhar à gestão de projetos

 

“O desenvolvimento regenerativo é uma metodologia que transforma a nossa visão sobre o que é possível fazer em termos de gestão de projetos. Ele enriquece muito a conversa e traz genuinidade para os projetos porque quando vamos para a fonte que é o próprio lugar, as pessoas, o território, acabamos encontrando algo genuíno.

Isso é diferente das abordagens em que acabamos levando mais as coisas. Temos um vício em querer levar as soluções acreditando que temos as respostas. Seja na mesa de projetos, seja em campo com a comunidade, sempre queremos levar. E temos uma dificuldade muito grande em escutar.

O desenvolvimento regenerativo nos ajuda a escutar, a participar, a criar uma visão desenvolvimental, a pensar em termos de evolução, a não pensar em termos de coisas e resolução de problemas pontuais, mas em processos de desenvolvimento. Ele nos ajuda a construir um pensamento de longo prazo. Deixamos de ser tão imediatistas.

Um efeito interessante é que passamos a identificar algumas atividades que sabemos que não vale o gasto energético porque são atividades pontuais, descontextualizadas, que não participam de um processo maior de desenvolvimento.”

 

Conheça o programa da Capacitação em Desenvolvimento Regenerativo, um curso intensivo de alfabetização na visão de um mundo vivo transferida para o planejamento estratégico.

Uma oportunidade transformadora para ampliar suas perspectivas e liberar seu potencial criativo. A nossa melhor oferta para pessoas que buscam a motivação e os meios para gerar impacto socioambiental positivo.

Saiba mais e junte-se a uma rede de praticantes.

  

Posted by Juliana Diniz in Podcast, 0 comments

#22 Enfrentando os vícios da modernidade em direção a futuros decoloniais I com Camilla e Dino

Ouça no seu app favorito.

Neste episódio conversamos com a Camilla Cardoso e o Dino Siwek do projeto Terra Adentro e do coletivo Gestos Rumo a Futuros Decolonias. Nós convidamos para a conversa o grupo de estudo que eles estão conduzindo enquanto formação na pegagogia do GRFD e a comunidade de aprendizagem do IDR.

Terra Adentro é um projeto de investigação sobre as motivações e efeitos das crises sistêmicas que vivemos, buscando apontar para outras possibilidades de se viver e interagir no mundo.

A abordagem que informa o trabalho do coletivo GRFD envolve práticas pedagógicas e experimentos artísticos que visam estimular formas de viver capazes de nos engajar, ao invés de negar, com violências sistêmicas, com nossos entrelaçamentos e cumplicidade em danos e com os limites do planeta.

Nós conversamos sobre as origens e efeitos da modernidade-colonialidade, sobre vícios coloniais conscientes e inconscientes, sobre os radares que podemos utilizar para perceber a atuação desses vícios enquanto agimos, sobre a potência de abordagens e teorias de mudança não-prescritivas que incorporam capacidades exiladas pelo modo de ser moderno. E muito mais.

Eles trouxeram imagens, reflexões e convites presentes em muitas das cartografias elaboradas pelo GRFD e ressaltaram a importância de oferecer cuidados paliativos para um mundo em desmoronamento desinvestindo nas promessas da modernidade e investindo no reconhecimento visceralmente responsável das nossas cumplicidades em relação às violências sistêmicas.

Posted by Juliana Diniz in Podcast, 0 comments

#21 Evolução, pensamento sistêmico e desenvolvimento regenerativo

Ouça no seu app favorito.

Esse episódio é uma edição da conversa que eu fiz com a Comunidade de Aprendizagem do Trabalho Que Reconecta anfitriada pelas queridas Polliana Zocche e Lia Beltrão.

No momento em que elas me convidaram, a comunidade estava trabalhando a fase ver com novos da espiral do Trabalho Que Reconecta. Ver com novos olhos sucede as fases de acordar a gratidão e honrar a dor, e depois dela é o momento de seguir adiante. Joanna Macy destaca o papel do pensamento sistêmico em ampliar nossas perspectivas sobre o que acontece ao nosso mundo e como responder apropriadamente a isso.

A fim de trazer uma nova visão, ou levar novos olhos ao mundo, eu apresentei o processo evolucionário cósmico como uma história com força mítica o suficiente para confrontar a narrativa de um paraíso científico-tecnológico-industrial que se pretende capaz de superar os aspectos complexo, ambíguo e impermanente da vida.

Evolução, emergência, sinergia foram alguns dos tópicos da primeira parte da conversa. Na segunda parte eu trouxe reflexões sobre como nós, através de nossos projetos, podemos facilitar a emergência de propriedades sistêmicas geradoras de saúde e resiliência nos lugares onde estamos.

Posted by Juliana Diniz in Podcast, 0 comments

#20 Por que participar de uma comunidade de transformação? I com Polliana Zocche

Ouça no seu app favorito. 

Polliana Zocche estudou biologia e ecologia durante a graduação, o mestrado e o doutorado. Tem interesse pela ecologia do mundo e ecologia da mente e vem explorando isso com o Trabalho Que Reconecta. Faz parte da equipe da Revista Bodisatva e é caseira do O lugar.

Nessa conversa, Polli compartilhou das suas experiências nas diversas comunidades onde orbita e trouxe reflexões inspiradoras sobre a beleza das pequenas vitórias, sobre dar nascimento positivo às pessoas, sobre a liberdade da própria energia que é anterior e independente das frustrações e sobre criar espaços que abraçam processos emergentes na medida em que deixamos cair máscaras e certezas.

Continue reading →

Posted by Juliana Diniz in Podcast, 0 comments

#18 A nossa relação com o tempo | com Gustavo Nogueira

Ouça no seu app favorito.

O momento singular que vivemos em decorrência da pandemia nos colocou em uma outra relação com o tempo.

Mas o que é o tempo? Por que aprofundar nesta discussão é importante?

Como revelar nuances coloniais e estruturas dominadoras no entendimento dominante sobre o tempo?

Como outras perspectivas sobre o tempo pode nos ajudar a ganhar autonomia sobre as nossas próprias vidas?

Perguntas como essas permearam a nossa conversa com o Gustavo Nogueira, fundador da Torus Laboratório do Tempo.

Vamos?

Posted by Felipe Tavares in Podcast, 0 comments